Quem
Somos

A Gabriela Basso Clothing faz moda com alma e com causa. As coleções não seguem uma lógica de tempo ou estação específica, muito menos temáticas engessadas. O objetivo é dar vida a roupas carregadas de sentimento e significados. Confeccionar as peças que a mulher GB realmente deseja usar, mantendo sempre o compromisso com a beleza e a qualidade.

Vegana // Slow // Local // Incomum // Autoral

NO QUE ACREDITAMOS

Acreditamos em um futuro sustentável e livre de crueldade. Por isso, além de nossas peças não utilizarem nenhum insumo de origem animal, todas são produzidas localmente de forma ética e em pequena escala, sem a preocupação com estações ou coleções engessadas. Nossa missão é oferecer peças de qualidade, feitas com responsabilidade e design atemporal, sem ser comum.

Acreditamos que uma marca de moda pode ir muito além de apenas criar novos produtos. Ela também pode informar, inspirar pessoas e criar redes. Por isso, buscamos incluir em nossas peças, textos e editorias temas que nos movem e que sentimos que necessitam ser discutidos. Levantamos a bandeira do veganismo, feminismo e do consumo consciente, sem deixar de lado o cuidado com a qualidade e a beleza de cada peça que produzimos.

Projeto

Supernova

Pensando em formas práticas de fechar nosso ciclo, criamos o Projeto Supernova. Supernova é o nome dado à explosão de uma estrela massiva em seu estágio final de vida. Assim como uma estrela que atinge seu maior brilho antes de morrer, queremos que nossas peças brilhem por muito tempo antes de serem descartadas – se isso acontecer. Com o objetivo de fomentar a prática do consumo de roupas usadas, tão benéfica ao planeta – afinal, a roupa mais sustentável é a que já existe – resolvemos dar um bônus para quem devolver ao Espaço GB sua roupa GB usada. Avaliaremos as peças, executando os reparos que se fizerem necessários, e depois revenderemos em um brechó organizado por nós mesmos. E então chegamos em um ponto super importante: o dinheiro arrecadado com a venda dessas peças será destinado para algum projeto que apoie a causa animal. Esse é um dos temas que nos movem, e achamos justo e lindo que nosso apoio vá além do discurso.

Gabi, diretora criativa e administradora

Sobre a Designer

Gabriela Basso cresceu no meio da Moda. A mãe da designer, Izabel Petteffi Basso, mantêm o ateliê Ciela há quase 30 anos. Lá, Izabel, apaixonada por pesquisa e matéria-prima, também guarda uma vasta coleção de revistas e tecidos que, desde sempre, encantavam a filha.

Primeiro, Gabriela cursou Administração de Empresas (na Universidade de Caxias do Sul), pensando em talvez ficar mais na parte burocrática do negócio. Mas foi impossível ignorar o chamado criativo. Ela partiu, então, para o Design de Moda (UCS). Durante a graduação, Gabriela integrou o Núcleo de Pesquisa de Moda do Sindivest (Sindicado das Indústrias do Vestuário) durante dois anos. Concluiu o curso em 2011, com uma grande vitória: o TCC, inspirado na obra do escritor e fotógrafo mexicano Juan Rulfo, precursor do chamado realismo mágico, recebeu o XXIV Prêmio UCS/Sultextil.

No ano seguinte à formatura, 2012, após uma temporada de estágio no Atelier do estilista Reinaldo Lourenço, Gabriela lança a marca própria e passa a trabalhar ao lado da mãe. Suas criações, no entanto, são totalmente independentes do Atelier Ciela.

Em 2014, finalmente, Gabriela inaugura o espaço exclusivo GB, um ambiente minimalista, descolado e que tem tudo a ver com a identidade criativa da estilista. Hoje, quatro anos depois, Gabriela vê seu próximo projeto tomando forma: um novo espaço, que integra loja e produção no mesmo lugar, e que já se encontra em sua fase final de criação.

Gabriela tenta, ao máximo, integrar seu estilo de vida (e de quem mais se identifica com ele!) às criações da GB. Dentro e fora do ambiente de trabalho, ela busca aproveitar ao máximo os momentos com os quais o universo nos presenteia. Gabriela adora ler e aprender, sobre tudo. Como uma boa gaúcha da Serra, gosta de comer bem e cozinhar é habito diário da Gabi. Ama os animais e tenta viver sempre próxima à natureza, seja em busca de refúgios, mexendo com plantas ou curtindo seus pets, Xupim, Bolinha e Pinha.

O que eu desejo é dar mais força para as mulheres que vestem minhas peças. Sinto que quero que minhas camisas/blusas/blazers as abracem, que elas sintam o carinho e a segurança que precisam, que as calças tornem o andar delas mais firme, mais confiante! Que a roupa traga a beleza externa delas à tona, mas, principalmente, que elas consigam se “enxergar”.

— GABRIELA BASSO
Izabel, mãe, modelista e administradora
Bia, estagiária
Bea, chefe do corte
Scheila, cortadora
Ilda e Dalma, costureiras
Elba, cortadora e finalizadora